Buscar

Conteúdo atemporal e efêmero | Duas narrativas: qual é a sua?

Atualizado: 29 de jul.

Se você está querendo definir linha editorial, tornar a estrutura da criação de conteúdo mais completa, sugiro que você mergulhe nesse texto comigo até mesmo para prevenir alguns problemas como criar conteúdo chato que não conecta com ninguém ou superficial demais, que pode ser substituído por qualquer outra pessoa.


Existem várias formas de fazer conteúdo e gosto de resumir em duas linhas principais, dois tipos que são a base de tudo o que você vê por aí:


1. Atemporal

2. Efêmero


A diferença entre eles é simples.


Conteúdo atemporal

Atemporal é aquele que permanece relevante ao longo do tempo.


Depois de 6 meses ou 5 anos, ele continua gerando valor e sendo útil para as pessoas. Ele continua fazendo sentido.


São aqueles conhecimentos que perduram porque pegam mais na essência das coisas – falam sobre as raízes.


São as histórias de experiências pessoais, conteúdo sobre conhecimentos, estudos de caso, experiências pessoais, tutoriais sobre processos, pode ser reciclado depois de um tempo com muita facilidade e se desdobra no curto e médio prazo em novos conteúdos.


criação de conteúdo atemporal: experiências pessoais, útil e relevante, estudos de caso, reciclável, conhecimento, tutoriais, dicas, vive no longo prazo


Conteúdo efêmero

Efêmero é aquele conteúdo que faz sentido no momento em que é publicado e depois se torna obsoleto.


Exemplos? Polêmicas, política, fofocas, atualizações (novas ferramentas do instagram, por exemplo), imagens dos bastidores, demonstrações de produto (produtos novos), notícias, promoções, memes, novidades e papos sobre a vida dos outros.


São assuntos rápidos que cumprem a sua função momentânea.


Nenhum é melhor do que o outro, na verdade, o ideal – se é que existe um ideal – é que você intercale os dois, de forma constante.


Tem coisas efêmeras que estão relacionadas ao contexto global ou local que precisam ser ditas – e se não forem ditas, podem significar uma falta de posicionamento esperada da sua marca.



criação de conteúdo efêmero: fofocas, polêmicas, política, atualizações, ao vivo, bastidores, demonstração de produto, notícias, promoções, memes, novidades

Como transformar um conteúdo efêmero em um conteúdo atemporal


Porém, existem formas de você transformar um efêmero em um conteúdo atemporal, por exemplo:


Você pode se posicionar em relação a alguma polêmica ou assunto intenso do momento (como agora é o caso da pandemia, conflitos políticos e também a desigualdade social e racial intensificada no Brasil e Estados Unidos) e relacionar isso com um assunto que você possa levar a conversa adiante e que tenha a ver com a proposta do seu negócio.


Eu estou fazendo isso nesse exato momento, aqui e agora.


Contextualizando com o momento presente e trazendo um conteúdo para te direcionar a um posicionamento coerente de acordo com o contexto externo e nutrindo o crescimento interno da marca no longo prazo.


É interessante também refletir sobre o quanto de energia você está dedicando em conteúdos efêmeros ou atemporais e o que vai alimentar o seu caminho e jornada de marca no longo prazo.


Conteúdos atemporais são bastante nutritivos para o público e para a marca, eles levantam uma bandeira importante, uma causa que você defende de maneira duradoura, além de enaltecer seus produtos e serviços.


É algo que você mantém, cultiva, preserva.

São os conhecimentos-base. Então, imagina que você é uma pessoa que faz pinturas e compartilha os processos artísticos junto com os processos reflexivos e questionamentos que passam pela sua cabeça enquanto você pinta.


mulher branca com blusa preta olhando para uma parede toda pintada com flores coloridas de todos os tipos possíveis atrás dela.
Mostrar o que motiva os teus processos criativos é muito importante :)

Nesse caso, essas reflexões podem ter a ver com a essência humana, mas também podem estar relacionadas com algum contexto social do momento. É uma forma bem prática de perceber o efêmero se entrelaçando com o atemporal.


Quais são os perigos de se manter só numa linha de conteúdo?


Se você foca só em criar conteúdos efêmeros, a sua linha editorial, ou seja, seu acervo de conteúdos, acaba ficando um tanto quanto raso ou superficial.


Um exemplo prático que vejo com frequência são perfis de posicionamento digital baseados em dicas rápidas.


Tem o lado bom: é ótimo para conhecer novas ferramentas, saber como usá-las, estar por dentro das atualizações do momento das plataformas (como usar o novo “reels” do instagram), porém chega um limite.


Uma verdade é que tem público pra tudo, mas as pessoas que consomem informação também vão amadurecendo suas ideias e conhecimento ao longo do tempo e vão migrando de um perfil para outro. Nesse caso, é muito importante conhecer com quem você fala, para criar relações bem sólidas e entender como está sendo esse ritmo de evolução.


Por outro lado, se você costuma sempre focar em assuntos mais atemporais, como conhecimentos-base, você filtra bastante o público que acompanha – um exemplo disso é a Lúcia Helena Galvão, uma professora de filosofia que fala sobre assuntos muito profundos sempre.


E talvez para a necessidade da tua marca – seja ela pessoal ou profissional – ir tão fundo no atemporal não seja o ideal. É preciso avaliar com atenção onde e como você realmente precisa investir a sua atenção criativa.



mulher segurando um sino acima de várias taças tibetanas douradas sob um tapete estampado
Integrar o atemporal e o efêmero também tem a ver com integrar o rápido e o lento.


Integrando o rápido e o lento.


O efêmero também tem a característica de ser rápido, volátil, é aquele conteúdo fresco. Tem todo dia, a toda hora. Tá disponível com facilidade – jornais de notícia sempre prontos pra dar uma posição.


O atemporal é lento, se constrói com calma, às vezes precisa de muito tempo pra digerir e amadurecer. Parece mais romântico, talvez, mas dá mais trabalho também.


Por isso, às vezes é melhor que aconteça uma integração e não apenas a escolha unilateral. De novo, reforço, depende muito da proposta da marca, do tipo de comunicação que se propõe a fazer.


Cada pessoa, marca, projeto e iniciativa toma frente de um tipo de abordagem, que acaba por se guiar através desses dois tipos de narrativas. Lento, rápido – atemporal, efêmero.


De forma bem prática no instagram:

o efêmero são os stories e o atemporal pode ser o IGTV.


Mas é preciso adaptar isso à tua proposta de conteúdo e mensagem. Não tem regra sobre os formatos!


Vou te propor um exercício: olhar pro teu perfil mais ativo no momento e perceber em que linha de conteúdo tu tem investido mais do teu tempo criando.


Olhe com c(alma) pra sua comunicação.

Hoje o que você está criando está mais atemporal ou efêmero? E se tiver dificuldade em perceber isso, não deixa de me dizer pra que eu possa saber como deixar isso mais fácil de perceber.


Crie conteúdo com intenção e do seu jeito


Essa abordagem de atemporal e efêmero é parte do meu método de criação de conteúdo, o Conteúdo Intencional.


Organizei o método completo em um guia para você revisar sempre que precisar.


Clique aqui para começar a criar conteúdo com intenção e estratégia.


_____________________

Quem escreveu esse artigo?

Késsile Tanski, sócia fundadora da Direção, comunicadora, empreendedora, criadora de conteúdo, mãe de dois e entusiasta do slowliving :) Buscando a consciência em todas as áreas da vida.

44 visualizações0 comentário