Design sem nome.png

Késsile Tanski

sobre mim

Comecei a empreender por necessidade, nos meados de 2015. Me tornei mãe cedo (de um menino incrível PcD - isso é um fator importante), enquanto fazia faculdade de Artes Visuais na UFSM. Decidi pintar camisetas personalizadas e comecei a vender para conhecidos, fui ampliando e levando aquilo mais a sério.

Na época, eu fazia uma pesquisa profunda de cerâmica artesanal, com o processo totalmente orgânico, sem uso de tintas químicas, pintando somente com barro e queimando em um forno caseiro em um processo lento e consistente. Comecei a vender as peças e criei minha primeira marca - Espiralar. Nessa época, também comecei a vivenciar o que depois eu entenderia que era um movimento global pelo desaceleramento, o Movimento Slow.

+

Já vivia um estilo de vida interessado em reduzir o impacto ambiental, criava e participava de rodas sociais com o objetivo de colaborar para a realização de diversos projetos, sendo um deles os Guardiões do Amor, um projeto onde ajudamos mais de 20 cães a encontrar um lar responsável e sair de uma situação de violência.

Essa busca pessoal me levou a estudar mais sobre sustentabilidade, impacto ambiental, questões sociais, política e, por fim, negócios.

No meio do caminho, migrei a Espiralar de loja de produtos para um portal de conscientização e foi aí que comecei a criar conteúdo na internet. Tenho a alegria e o orgulho de saber que esse movimento que comecei na Espiralar tocou inúmeras pessoas a nível local e vejo as repercussões do aumento da consciência ambiental nos hábitos que perduram até hoje.

a internet

Sem dinheiro, mas com boas ideias e intenções, eu comecei a criar conteúdo pra valer no Instagram. Ampliei para outros canais lentamente, mas logo percebi que eu precisa mais do que boa intenção - eu precisava de estruturação para ter um negócio sustentável e consistente no longo prazo.

Nessa época, com o meu 2º filho nascendo, eu comecei a trabalhar mais com design gráfico e criação de sites em diversos projetos e, naturalmente, comecei a fazer consultorias com pessoas que já conheciam meu trabalho.

Até que chegou um ponto que eu e meu companheiro percebemos que era hora de criar uma empresa focada em serviços digitais, para ter mais foco no trabalho e não ficar tão misturado vida pessoal e vida profissional.

os negócios

Começamos a Direção com foco, com tudo certo desde o início e com isso aprendi muito. Estruturei todo o meu trabalho - e esse é um processo constante - e desde 2020 eu coordeno os movimentos dentro da Direção, nos dois segmentos (escola e serviços).

entre em contato