Buscar

Proteção contra cópias: como evitar problemas e continuar criando

Atualizado: 29 de jul.

Você tem medo de ser copiado se fizer algo muito bom? Vamos conversar sobre como se proteger de cópias e como evitar copiar outras pessoas.


Eu vou falar sobre métodos de proteção, mas antes quero falar sobre a cópia e minha percepção do porquê ela realmente acontece.


Por que a cópia acontece?


Muitas vezes as pessoas não copiam por maldade. Há casos e casos, se é por maldade pra ganhar em cima do conhecimento do outro, é sacanagem. Se é por inconsciência, eu não julgo, porque acredito em formas mais eficientes de mudança de comportamento.

A verdade é que a maioria acaba copiando "por osmose".


Osmose é aquele conceito da biologia que explica que a água se move através de uma membrana semipermeável, de dentro para fora da célula. Se você não entendeu a parte técnica, segue comigo que eu explico :)







O conceito de osmose internalizou dentro de mim com as brincadeiras que fazíamos sobre dormir com o livro embaixo do travesseiro antes de uma prova, pra ver se o conteúdo entrava na cabeça rs


O que eu quero te trazer aqui com esse exemplo da osmose é que:


Quando temos poucas referências que gostamos e nos inspiramos, a cópia pode acontecer sem que a pessoa nem perceba.


Como não copiar e ser original


Tenha mais de uma referência


Eu sempre sugiro que você tenha mais de 3 referências em cada área de interesse. Então se eu me interesso por decoração, vou buscar 3 profissionais que falam sobre isso, para ter acesso a diferentes pontos de vista e não acabar repetindo o que alguém está fazendo por influência.


A influência acontece de forma completamente fora do controle, inconsciente mesmo. As falas, as formas, os trejeitos, vão internalizando dentro de você sem nem perceber. Tenha sempre mais do que uma única referência, mesmo que uma seja a principal.


E isso se aplica a qualquer coisa, pode ser à design, marketing, escolhas de vida...

Ter mais referências vai ampliar o seu olhar e se você colocar em prática as coisas que aprende, vai ter uma percepção completamente única a partir da sua vivência. Pode acreditar que isso é bem mais interessante do que viver pelo olhar de outras pessoas. Seja autoral. Te ensino a buscar referências criativas e diversificadas de design para suas criações nesse curso aqui.


Anote suas referências


Eu já copiei, sem querer, as consequências foram horríveis e vou te contar como aconteceu para você nunca cometer o mesmo erro.





Eu sempre gostei muito de estudar e ler e anotava trechos em cadernos pessoais. Quando comecei a criar conteúdo no meu perfil pessoal há uns bons anos atrás, fiz um post com algo que tinha escrito em um dos cadernos, mas não me dei por conta de que era um trecho de um livro, bem famoso até.


Na época, uma menina pegou pesado comigo, me mandou mensagem falando um monte de coisas, fiquei um dia me sentindo "cancelada", chorei, foi horrível. O pior é que eu não fiz por querer, mas a verdade é que não importa, porque ninguém se importa. As pessoas buscam lacrar a todo custo na razão mesmo. Foi literalmente um dia de merda, mas eu aprendi o que eu precisava fazer para que isso nunca, nunca mais acontecesse.


Depois dessa situação, sempre que eu anoto algum trecho de qualquer coisa que fosse, até música, eu escrevo o nome da referência, do autor. E assim mantenho meus registros sem me perder e honro o caminhar de outras pessoas.



Honre sua própria história e suas raízes


Ao invés de viver nas sombras dos outros, encontre a luz no seu próprio caminho. Olhe para o seu passado, as vivências que você já viveu e veja a riqueza que a sua vida já é.


Com certeza pode sempre melhorar, estamos constantemente evoluindo nossas percepções e ações, mas até agora tenho certeza que tem material suficiente para um bom caldo de inspiração.


Além de olhar para sua própria jornada individual, olhe mais pra trás, suas raízes, sua ancestralidade, as coisas que realmente te tocam o coração, o que está marcado além da mente, no corpo, na história.


Como você pode manifestar isso no seu trabalho hoje? Que elementos você pode trazer para o "agora" que vão te diferenciar naturalmente de outras pessoas? Como você pode revelar quem você realmente é?


Pronto, agora você já aprendeu como proteger a si mesmo de copiar outra pessoa. Agora vamos aprender como se proteger de cópias alheias.



mulher de cabelos soltos no meio de uma vegetação alta



Como proteger o seu trabalho


Em caso de emergência: diálogo.


Se alguém já te copiou e você está tendo que lidar com isso agora, chame a pessoa para conversar, mande uma mensagem sincera dizendo que percebeu isso e peça para que remova o conteúdo.


Tente dialogar de forma calma, mas com firmeza, traga seu ponto e se for preciso mostre evidências, datas, prova de anterioridade, etc. Se a pessoa não remover o conteúdo e bancar a sabichona, você pode acionar um advogade para te auxiliar com isso, especialmente se for cópia de método próprio, identidade visual, produto, infoproduto ou serviço prestado.


Prevenção de cópias


Melhor do que remediar, é prevenir. Então se isso não aconteceu com você, pode ter certeza que quanto mais referência você se tornar na área em que atua, mais pessoas vão se inspirar em você e consequentemente cópias podem surgir. Mesmo que seja inconsciente como mencionei no início desse artigo.


Existem formas jurídicas legais de proteger o que você cria e também tem umas práticas pessoais que vou te indicar.


Proteção legal


Existem duas coisas principais que você precisa se preocupar em proteger como propriedade intelectual:

  • Sua marca (nome e logo)

  • Seus produtos (cursos, e-books, metodologias, músicas, livros...)


Registro de marca


O registro de marca é um processo jurídico em que você protege o nome e o logotipo da sua empresa.

É super importante, porque ninguém quer ter que mudar o nome do próprio negócio porque tem outra pessoa usando ele né? É indicado também registrar seu nome pessoal, caso você promova o seu trabalho através de marca pessoal.


O processo de registro de marca é demorado (pode demorar anos) e é um investimento considerável, mas vale a pena como segurança. É ideal que você faça assim que a decisão de fazer o negócio dar certo estiver sólida. Estamos falando de compromisso, todas as ações burocráticas que fazemos em relação ao nosso negócio é um compromisso de nós com nós mesmos - é importante, você está levando a sério.


Para aprofundar, recomendo que você assista à aula bônus super completa sobre registro de marca e direitos autorais no nosso curso Plano de Origem, com a advogada especializada em registro de propriedade intelectual, Heloisa Amorim.


Direitos autorais / Copyright


Para proteger conteúdos, cursos, e-books, músicas e afins você precisa de uma prova de anterioridade.


Quer dizer, você vai registrar sua criação na data em que estiver finalizada e caso alguém copie e repasse, você pode entrar com um recurso de proteção, por ter criado antes.


Eu concordo que vale a pena a segurança pelo investimento. Faço o meu registro pelo site Avctoris, é simples e acessível, normalmente sai menos de R$ 30,00. (E não, isso não é publicidade, é só indicação de coisas úteis que conheço e uso mesmo.)



mulher preta idosa de cabelos brancos e olhos fechados, sentindo o vento


Aprendizagem contínua


Agora, vamos para um outro cenário: um processo mais intencional, intuitivo e sensível.


Para você garantir que estará sempre sendo original e fiel à sua verdadeira essência, em qualquer coisa que venha a criar, você pode viver de acordo com o conceito lifelong learning. Quem me apresentou esse conceito foi Bru Fioreti, uma mulher incrível que ensina sobre marca pessoal.


A ideia dessa prática é basicamente que o aprendizado não tem data para acabar. Ou seja...


Você, independente da idade ou do currículo que tenha, estará sempre em busca de conhecimento.

No seu ritmo, nas suas áreas de interesse, que eu acredito que sejam múltiplas, mas sempre buscando um aprendizado novo e por isso crescendo constantemente.


Essa acaba sendo uma proteção natural porque você nunca é a mesma pessoa, seu negócio cresce com a sua capacidade de pensar novas possibilidades.


Quem estiver te copiando, vai encontrar limitações muito rápido. Não é possível acompanhar o ritmo natural de crescimento copiando passos dos outros, porque cada pessoa é única e vai traduzir as informações de uma forma diferente.


Transparência


Não posso deixar de fora a transparência, que é um dos princípios mais fortes para mim e que realmente funciona.


Como trabalho com educação, sempre deixo claro em todos os meus cursos e atendimentos que não vale a pena copiar, que é muito mais prazeroso seguir o seu próprio caminho genuíno e que você tem melhores resultados assim, principalmente no longo prazo.


E já aconteceram algumas vezes de clientes minhas me mandarem mensagem dizendo que estavam se inspirando muito no meu trabalho e que gostariam de me enviar o que elas estavam fazendo para garantir que não estivessem copiando, de forma inconsciente sem perceber.


Isso para mim é uma questão de muito respeito e honra sabe? À sua própria história, sua própria vivência e a do outro.


Essas são as formas mais eficientes que encontrei de me manter em movimento, evoluindo minha própria atuação e protegendo as criações que faço.


Se você gostou desse artigo, se ele te ajudou, envia para alguém que você conhece e que pode gostar também, assim expandimos nosso alcance, pessoa por pessoa.


_____________________ Quem escreveu esse artigo? Késsile Tanski, sócia fundadora da Direção, comunicadora, empreendedora, criadora de conteúdo, mãe de dois e entusiasta do slowliving :) Buscando a consciência em todas as áreas da vida.

89 visualizações0 comentário

Posts Relacionados

Ver tudo