top of page
Buscar

Contrato online para serviços: Quando e como usar? Precisa mesmo?

Atualizado: 22 de fev.


Se você vende serviços digitais e ainda não faz contratos e se questiona se deveria mesmo fazer ou como começar a inserir isso com os clientes, eu fiz esse artigo pra você. Então leia, a menos que você queira sofrer um calote.

O que é o contrato, afinal?


Contrato é um combinado entre as partes, você e o seu cliente, você e um parceiro comercial, você e um sócio.


Na imagem duas mulheres brancas, de cabelos castanhos longos e soltos, estão sentadas de frente uma para a outra.

A gente faz contratos o tempo todo, são acordos, combinados, decisões compartilhadas e acordadas entre pessoas.


A diferença é que muitos desses acordos ficam “no ar” ou são vagos demais, o que acaba dificultando quando você está fazendo um trabalho que tem objetivo e entrega específica.


Especialmente para serviços personalizados como consultorias, mentorias ou até mesmo freelas, é importantíssimo ter um contrato.

Contrato é uma segurança para todo mundo, porque:

  • garante que todo mundo vai sair feliz no final

  • garante direitos legais aos dois lados, caso necessário

  • especifica o trabalho, funciona como um ótimo guia para não se perder do que foi proposto e combinado



Por que fazer um contrato é importante?


O contrato é essencial e não opcional, porque o contrato é um acordo entre as partes que se envolvem em um serviço - você, que está fazendo o serviço, e a pessoa que te contratou, no caso.


Sem um contrato, acontece muita confusão de datas, de objetivos, o caminho do projeto pode se confundir, além da sensação de falta de entrega ou da insatisfação, seja do cliente ou seja sua, no processo.


Quando são serviços grandes (mentorias, treinamentos, projeto de identidade visual, acompanhamento, processo terapêutico…), é importante fazer um contrato bem completo, dando atenção para os seguintes pontos:


Para serviços menores (consultorias, atendimentos pontuais…), você pode fazer um acordo por e-mail, como se fosse um contrato, com todos os pontos especificados e explicados: quais são as entregas, as datas dos encontros, datas de pagamento.


O e-mail configura legalmente um acordo e contrato, caso a pessoa responda. Peça sempre para a pessoa responder o e-mail confirmando da seguinte forma:

“Eu, *nome da pessoa*, confirmo que li e aceito os termos listados acima.”


A diferença do contrato formal para um e-mail de acordo é que no contrato formal (o documento) você consegue descrever muito mais, é mais específico, completo e, portanto, mais seguro. O ideal é contratar um advogado/a para criar o contrato legal para você, mas caso isso não seja viável ainda, você pode pegar um modelo da internet, que seja válido, mas sempre adaptar para a sua necessidade e situação do serviço que estiver realizando.


No seu contrato, precisa estar claro de forma específica:

  • qual é o serviço prestado

  • o que você vai fazer nele

  • responsabilidades de cada um dos lados

  • prazo de realização

  • forma de pagamento

  • rescisão, multas e prazos

Como fazer um contrato em detalhes, meu modelo de contrato e dicas mais aprofundadas eu dou no curso Plano de Origem, mesmo porque um artigo só seria limitado para falar sobre tudo.



Mas antes eu quero saber: você faz contratos?


Assista esse vídeo para entender melhor e ver mais exemplos de aplicação do seu contrato online:





7 visualizações0 comentário

Posts Relacionados

Ver tudo

Comments


bottom of page